segunda-feira, dezembro 01, 2008

Ao meu sogro



Tenho muita pena...sinto muito a tua dor...

Já te conheço há mais de 50 anos...conheço o teu feitio, a tua teimosia, o teu orgulho de antes 'quebrar do que torcer'...sei a vida difícil que tiveste...conheço a tua vergonha, senti-a nas várias vezes que estive ao teu lado no hospital e te queriam pôr uma fralda...

Hoje estou impotente para te ajudar...hoje não foi possível encontrar uma solução melhor que não passasse pela tua neta dar-te banho e mudar-te a fralda...e eu que adivinho o aperto no coração e a dor na tua alma a acompanhar a lágrima furtiva, só sei que tenho pena..muita pena...desculpa avô...

8 comentários:

Sophiamar disse...

Não tenho palavras, amiga, para atenuar a tua dor. Fizeste-me recuar alguns anos e vi neste relato os cuidados que tive com o meu avô materno e a sua dor, estampada no rosto, quando lhe fazíamos a higiene diária.
É assim a vida, minha querida.Gostava de te poder ajudar para além das palavras. É impossível. Recebe um abraço apertado, mil beijinhos para ti, Tânia e Catarina.
Estou convosco!

Maria disse...

Não tenho palavras hoje, minha querida. É uma situação com a qual não sei lidar, nem sei o que dizer.
Aceita o meu abraço muito apertado, hoje!

Beijos a todos

elvira carvalho disse...

Eu sei amiga.há meses quando o meu pai deixou de conseguir tomar banho, lembro-me que o primeiro banho que lhe dei, ele chorou o tempo todo. E eu sei que era vergonha. Ele que nem a camisa mudava na nossa frente. Depois com o tempo e porque o sofrimento é cada vez mais, ele já não se importa.
Um abraço sentido.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Não devia acontecer mas acontece. O nosso fim deveria ser tranquilo, sem essa espécie de humilhação a doer por vezes mais que a própria dor.
Não tenho palavras para esta realidade.
Abraço-te com ternura.

Beijos

Casemiro dos Plásticos disse...

Faz-me lembrar algo que já vivi há algum tempo, é triste, é revoltante mas a vida é mesmo assim, é pena.
beijo

Agulheta disse...

Amigona. O meu terno abraço de força para este caso do teu sogro,na vida de todos nós temos destes "desgostos"mas temmos de ser fortes para os enfrentar,e tentar dar um pouco de dignidade aqueles que gostamos.
Beijinho e abraço

BlueVelvet disse...

Não fiques triste.
Bem pior é estar nessa situação e não ter quem se chegue ao pé.
Ou ser um estranho a fazer isso.
Beijinhos sentidos

Odele Souza disse...

Como te entendo amiga.

Um forte e carinhoso abraço.