domingo, dezembro 28, 2008

Abandono 2


Todos os anos é a mesma coisa!
Por muito que nos esforcemos para que os familiares CUMPRAM o Natal e levem os seus familiares do lar na noite do Natal há sempre aquelas situações que não conseguimos perceber.

Até cobramos uma taxa extra para os que ficam (e este ano aumentou para o dobro - 100€!!!) mas se uns não foram porque não podem MESMO (acamados) não se entende porque o senhor engenheiro (filho) que veio do Brasil no dia 23 e a doutora advogada (nora) não foram visitar a mãe (e sogra) logo que chegaram, nem no outro dia, nem no outro, nem em dia nenhum?...Será que estiveram muito atarefados a cumprir o 'Natal'?............!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!........

5 comentários:

Sophiamar disse...

Minha Querida Amiga Grande

O lar funciona como o depósito final daqueles que já são considerados um obstáculo para a família. Infelizmente! Quantos pais, mães, sogros, tios se encontram anos e anos em instituições e não recebem qualquer visita? São muitos!Não compreendo nem aceito estas atitudes. Sinto uma revolta tão grande!
Como é bom que denuncies estas situações, que grites às conciências adormecidas.
Mil beijinhos

Maria disse...

Só me ocorre dizer: o Natal na sua hipocrisia maior! Aposto que esses senhores passaram cristã e calmamente o Natal com o resto das famílias, mesa farta, prendas por todo o lado, e a prenda maior não a tiveram, nem a deram.
Gente pobre de espírito, Amigona. Que tristeza!

Beijinhos

BlueVelvet disse...

Há coisas que ultrapassam a compreensão de qualquer ser humano bem formado.
Aliás, acho que nem os animais se comportam assim.
Gente mais horrível.
Já tinha um post agendado sobre este assunto.Se não te importas porei um link para o teu.
Beijinhos

Alma Minha disse...

Fico sem Palavras...
Desejo-te do fundo da Minha Alma
Feliz Ano 2009!!!
Beijo grande

Odele Souza disse...

Filhos que não dão atenção e amor aos pais idosos, não podem ser pessoas do bem.
O "Engenheiro filho" e "doutora advogada nora" deveriam sentir VERGONHA. Gente insensível.

Um abraço amigona.