quarta-feira, janeiro 23, 2008

Fló






23 de Janeiro de 2005...tinha acabado de fazer compras e vinha para casa...vejo um cãozito no meio da estrada...aproximo mas ele não se mexe! Saio do carro e ele zuca para debaixo...e eu de rabo para o ar, tentando agarrar dum lado e ele a fugir para o outro...vários carros param atrás de mim...TODOS tentam ajudar...pára um camião TIR e o danado corre para debaixo...e um senhor de fato e gravata (!!!!!) põe-se debaixo do TIR (imenso!) e consegue agarrá-lo...foi uma alegria! Gente houve que bateu palmas!!! O senhor de fato agarrou no cãozito e entregou-mo (?)...
E foi assim que a Flo (sim, era uma ela!) entrou na nossa vida! Ainda hoje estou para saber porque NINGUÉM buzinou e todos tentaram ajudar!
Ao fim de 6 meses adoptou 4 gatos que AMAMENTOU desde os 15 dias...
Hoje restam dois...são estes matulões que se vêem na foto e, SIM, continuam a MAMAR só pelo gosto de o fazer! SÓ têm dois anos e meio, coitadinhos!!!
Vai connosco para todo o lado...tem uma adoração sem limites...
Como dizia a Catarina quando tentámos arranjar-lhe um dono:
- Ó vó, está muito melhor nesta família!

34 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Lindo, amigona, lindo. Uma história de amor como eu gosto. Imagino a tua neta!...
Beijinhos

Rosa Maria disse...

Amiga
Adorei o que nos contaste.

Eu adoro cães e sabes que ela me fez lembrar a minha querida cookie?
Mas agora não vou ficar triste por já não ter a minha menina. Deixou-me em Maio...

Muito obrigada pela força

Beijinhos

Sophiamar disse...

Uma linda história de amor. Os animais dão-nos tanto! Fiquei comovidíssima com o que nos contaste e com as fotografias. Alguns dos amores da tua vida ! És uma amiga fantástica!

Deixo-te com mil beijinhosss e muita emoção. Acabei de vir da rua com os meus cães.

Tem uma boa noite.

ARTEMINORCA disse...

Obrigada amiga!
Estou mesmo a precisar de histórias de amor... O meu Minorca foi uma paixão que perdurará para sempre. Os animais, para mim, são da familia e amigos incondicionais!
Obrigada pela força. Beijinhos, Lu

Maria disse...

Fiquei assim um bocadinho.....
... acho que foi pelas fotografias......
E Tu, Vó, não sabias que estaria muito melhor nessa Família??????

Abraço-te, tentando sorrir...

Beijos

avelaneiraflorida disse...

E SÒ PODERIA ESTAR!!!!!!
OS ANIMAIS SENTEM...

Bjkas, Amigona!!!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Vem tomar um café a Moendo Café. Café fresquinho e para ti especialmente.
Beijinhos

LopesCa disse...

Excelente história da vida real.
Adoro histórias felizes :)

greentea disse...

tinha que ser para ti depois dessas correrias todas na estrada...

e amorosa que ela é com os gatarrões que ainda mamam ...

beijinhos a ela e a ti!

Carminda Pinho disse...

Ó "vó", tens uma família linda!!!
Beijos

Brancamar disse...

Como gostei de conhecer a Filó e a sua história! Linda que ela é, meiga e querida com os seus gatinhos.Mas junto àquelas caras lindas e sorridentes que encimam o post é razão para aplaudir a afirmação da Catarina, realmente nesta família é que ela está bem.
Foi tão bom vir cá hoje e ver aqui pedaços de ti e dois dos teus grandes amores.
Beijinho grande

a.filoxera disse...

Que linda história. Tenho uma parecida com um gato.
Beijos.

C Valente disse...

Bonita cachorrinha ainda bem que encontrou um bom lar
Eu hoje sinto-me melhor, obrigado e até já escrevi alguma coisa
Saudações amigas

São disse...

Que história linda!
Uma ternura, que nos abre o coração!
Muitos beijos, amiga !

Nelio disse...

Que lindo,eu acho que foi Deus que colocou a "Fló" no seu caminho,pois ele sabia que cairía em boas mãos......Amigona ainda mantenho o sorriso esboçado na cara desde o instante que comecei a ler.....obrigado por partilhar esse momento lindo com todos nós......beijinhos do Madeirense...

Susete Evaristo disse...

Sim está bem a Fló mas... gostei mais de ver mãe e filha e como são parecidas.
Um beijo

Sophiamar disse...

Passei para reler mais um dos teus posts onde o amor, a amizade, a solidariedade estão bem patentes. Essa família é linda! Mãe, filha e cadelinha, uma fotografia ternurenta. Esses matulões ainda mamam? Ah, marotos!

Beijinhos amiga querida!

Tem um bom dia!

maresia_mar disse...

Olá querida
que linda história, fiquei enternecida.. os animais dão-nos tanto!!
beijos grandes

Melões Melodia disse...

E disso que precisamos. De testumunhos destas historias lindas. Da bondade dos humanos e dos animais, para que nao nos esquecamos que esta vida e o mais belo que ha... e que vida e amor.
beijo grande

São disse...

Vim só rever para matar saudades!
Beijos, linda!

poetaeusou . . . disse...

*
lindo, amigona,
,
xi
,
*

Bloga Comigo disse...

Também estou bem nesta família, pensou o meu bichano quando te viu chegar.Daqui não sais tu, Tareco!Namora lá a Fló.
Talvez já tenhas lido o livro de hoje.
Bloga comigo.
Bjos

Rakel Macedo disse...

Boas....

Como boa lamechas que sou em tudo o que meta cães estou para aqui sozinha a debulhar-me em lágrimas. Não de tristeza como é óbvio... Mas de comoção :)

Eu e a minha mãe partilhamos 3 cadelas. Vão à vez ora a casa duma, ora a casa da outra. São uns seres magníficos, fazem parte da minha família e são muito minhas amigas. A que passa mais tempo comigo, em Leiria, tem 11 anos. Chama-se Nina. Tive um pouco de medo da reacção dela quando nasceu a Carol. Mas dão-se bem. Por vezes bem demais que trocam beijos seja onde for. Quando a Carol faz a sesta a Nina deita.se debaixo da cama de grades. Quando ralho com a Carol as 3 cadelas vêm ter comigo e colocam-se entre mim e a menina a lamberem-me as mãos, a pedir para eu não ralhar... :)

Beijinhos e obrigado por esta história linda!

Pena disse...

Amigas Estimadas e Lindas:
Chamo-lhe uma ternurenta e sensivel de doçura esta história de amor.
Uma história terna concebida por dois lindos Seres Humanos que tudo encantam e enternecem.
Quem faria isto, este gesto solidário, tão lindo e profundamente humano?
Poucas pessoas o fariam.
Quanta ternura e carinho habitam os seus dois seres maravilhosos e magníficos de encantar e venerar.
Um gesto profundo de solidariedade.
OBRIGADO poe existirem.

Beijinhos amigos que sabem respeitar e estimar, dado o encanto GIGANTE no sentimento lindo que possuem
Com imensa consideração

pena

Marco Ferreira disse...

E realmente nota-se que está melhor na vossa familia.

marinheiroaguadoce a navegar

Espaço do João disse...

Mas quem disser que os animais não sabem quem lhes trata bem, também não tem sentimentos. Onde já se viu uma cadelinha dar de mamar ao seu rival? Não é reconhecimento? Faça-se o bem e não olhemos a quem. Abraços e sorrisos.

Laurentina disse...

Ai que coisa doce...que fofos!
Eu fico doida com estes animais dão-nos cada lição que até ficamos´de cara á banda!!
São decididamente superior a nós sem merdas, sem arcas encoiradas, sem arrogâncias e outros epitetos acabados em "as"...

Beijão grande para ti minha querida amiga

elvira carvalho disse...

Lindos gatinhos. E muito bonita a historia da Fló.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Passei para ver e sentir ternura.
Beijinhos

Agulheta disse...

Amigona. que carinho nos trazes aqui,neste post a cadelinha é linda os gatos igual,sabes tive uma gata igual a de baixo,adorava ela. Mas esta amizade e amor de mãe porque foi isto que este animal fez,mostra a ternura da lei da vida,que não precisa ser gente basta ser animal para ter um coração.
beijinho Lisa

Sophiamar disse...

Passei para deixar beijinhos e desejar um bom fim de semana.
A neta deve chegar ao fim do dia e a avó ficará em estado de felicidade.Será tão bom!.

Aspásia disse...

PARABÉNS à FLÓ
QUE SALVA POR AMOR TAMBÉM NÃO O NEGA AOS SEUS FILHOTES ADOPTIVOS!
PARABÉNS A SI AMIGONA QUE A SALVOU, INSPIRANDO COM O SEU GESTO OUTRAS PESSOAS A AJUDAR!

A FLÓ SÓ AÍ PODIA ESTAR, DEPOIS DO QUE ACONTECEU...

BEIJINHOS GRANDES!

Mary disse...

Fico feliz por ouvir bater um coração terno.
bjs

selenis disse...

A Catarina estava cheia de razão!

Bela história, e ainda bem que lhe apareceste pela frente (ou vice-versa :D)