sábado, fevereiro 09, 2008

Mãe

Mãe...há 3 anos partiste e há 3 anos que a saudade mora nos segundos que me fala de ti...

A ti devo a VIDA...não aquela que os homens costumam chamar de biológica,porque não foste tu que me concebeste, num qualquer momento de paixão...mas desde o primeiro instante foste tu que lá estiveste...foste tu que não me deixaste ...

A minha mãe, TUA IRMÃ era mãe solteira e foste tu que me fizeste o enxoval (eras costureira)...obrigaste o meu pai a "reconhecer-me" (na altura não era como hoje) e como a minha mãe não queria saber de mim cuidaste que eu estivesse em pessoas que me cuidassem com carinho até que conseguiste que eu fosse morar para junto da minha avó paterna (viúva) que morava numa aldeia distante atrás do sol posto e onde morei 5 dos melhores anos da minha vida (e onde conheci o meu marido - tinha 2 anos!!!)...

Mais tarde foste tu que casaste com o meu pai e para junto de vocês vim morar (com a avó também, claro)...tinha 7 anos...

Estiveste presente ao longo de toda a minha vida...criaste os netos, ajudaste, amaste...

E sofreste...sofreste muito, mãe...no último ano da tua vida o sofrimento tomou conta de ti...chegaste a pedir para eu te deixar partir,tantas vezes te despediste de mim...

E eu deixei mãe...e tu foste...e eu sei que agora não sofres mais...

Dói...dói muito a dor de não te ver, não te ouvir...

TENHO TANTA SAUDADE TUA, MÃE!...

OBRIGADA...

22 comentários:

gasolina disse...

Dói sempre. Seja de que maneira for a partida. O soltar da sua mão da nossa parece deixar-nos à beira do abismo. Eu sei. A minha já me disse até qualquer dia.

Força.

Um beijinho

Sophiamar disse...

Minha Querida Amiga Grande

Senti a tua tristeza, a tua gratidão, o teu carinho em cada uma das palavras deste teu post perpassado de amizade, de amor profundos à tia/ mãe que te criou. Mãe do coração, mãe que te preparou para a vida e que fez de ti o grande ser humano que nós conhecemos. Já tinhas feito um post onde contavas tudo isto e esta tua história de vida deu-te esse tecido afectivo, branco, imaculado, com rendinhas ( ela fazia vestidos de baptismo)que ela trabalhou com mãos de fada.E com mãos de fada e coração igual cresceste e és hoje a amiga ( AMIGONA) indispensável na blogosfera. Na blogosfera da solidariedade, do amor, da amizade, da ternura...
dás a mão, o ombro, o corpo e acolhes com esse teu jeito maravilhoso,criador, disponível, verdadeiro...quem de ti precisa.
Bem haja quem te criou! Bem hajam essas duas MULHERES que tanto nos dignificam. Deixo-te mil beijinhosss, um abraço apertado, as minhas lágrimas de tristeza mas de muita gratidão por seres minha amiga e minha mana.
Tem um bom dia! Ela quer-te feliz.

Laurentina disse...

És uma teimosa ...que gaita já te pedi para não me fazeres chorar quando cá venho!!!
Irra que a moça é casmurra de tanto teimosa que é...NÃO QUERO CHORAR QUANDO CÁ VENHO, tá certo??!

Eu nem quero pensar quando essa hora tiver que me bater á porta pela ordem natural das coisas bem entendido...Que chatice evito pensar nisso.

AMIGONA SENTE-TE ABRAÇADA COM FORÇA POR MIM.

bom fim de semana

beijão grande

Lisa's mau feitio disse...

Querida Avó do meu coração...

Que até as lágrimas me cairam agora...

Fofinha, foram três anos de saudade... Mas três anos de noites mais brilhantes com o céu mais estrelado...

Minha querida Avó, quem me dera poder dar-te um abraço apertado e chorar um bocadito no teu colinho... Agora deu-me assim uma saudade mais triste da minha tia-avó...

Gosto muito de ti, querida!!! Muito!!!

Avó, tenho um convite/desafio muito importante para ti no meu blog. Passa lá para ver se gostarias de participar!! :)

Miminhos na Avó virtual de meu coração!!!

Lisa

Maria disse...

Eu não tenho palavras para te dizer....
... tenho apenas dois braços enormes, sente-os à tua volta, num grande abraço...

Beijinhos

São disse...

MINHA QUERIDA, QUE BOM TERES TIDO A FELICIDADE DE TERES UMA MÃE ASSIM!!


UM FUTURO COM TODAS AS ESPERANÇAS REALIZADAS PARA A TUA PRINCESA!!


Para ti, o meu fraterno abraço!!!

Rosa Maria disse...

Amiga

Fizeste-me chorar!

Mas não te importes porque as lágrimas misturaram-se com as que não paro de deitar por razões da minha vida.

Estou muito triste!!!

Beijinhos

Fátima disse...

Amiga,

É uma dor muito profunda, fiquei arrepiada. Mas a tua ternura e coragem são enormes!

Um Beijo enorme de força!

:- Com amizade

Espaço do João disse...

Mãe és, mãe serás. Que ternura na tua descrição. Ser mãe e ser pai não é para todos. Foste a filha que todas deviam ser. Reconhecer a ternura , a bondade, a beleza do ser, é uma grande se não a maior das virtudes. O teu trecho é eternecedor. Beijo fraterno João.

Melões Melodia disse...

Amiga, este e um tema que tento evitar a todo o custo. Doi-me pensar. A saudade estaa sempre presente e ha dias em que aperta mais. Mas e nesses dias em que nos lembramos dos bons momentos, dos sorrisos e um sorriso forma-se nos nossos labios.
Beijo grande

elvira carvalho disse...

Nem sei que dizer Amiga. Deve ser uma dor sem tamanho que só quem já passou por ela avalia. Graças a Deus que ainda não passei por ela muito embora tenha sofrido muito já com a minha.
Percebo a sua dor e a sua saudade. Mas acredito que em qualquer lugar numa outra dimensão, sua mãe estará feliz e orgulhosa da filha.
Um dia lá a reencontrará.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Aqueles que amamos nunca morrem porque estão sempre vivos dentro de nós. É algo que assusta isso de termos que nos separar das pessoas que nos são queridas.
Percebo o teu sentir, hoje especialmente.
Beijinhos dobrados

Carminda Pinho disse...

Amigona,
Deixo-te um abraço tão grande...como tu.

Susete Evaristo disse...

Eu sei amiga o que tu sofreste e ainda sofres, eu vi a tua dor naqueles dias e sempre te digo que embora tambem já não tenha a minha foi uma despedida mais traquila sem tanto sofrimento.
Um abraço amiga

Filoxera disse...

Deixas-me de lágrima ao canto do olho. O meu pai passou os últimos anos da pior forma e eu, mesmo sabendo que ele já não estava cá a fazer nada, sinto uma dor enorme pela sua perda. Todos os dias. Muitas vezes ao dia.
Um beijinho muito grande.

Filoxera disse...

Deixas-me de lágrima ao canto do olho. O meu pai passou os últimos anos da pior forma e eu, mesmo sabendo que ele já não estava cá a fazer nada, sinto uma dor enorme pela sua perda. Todos os dias. Muitas vezes ao dia.
Um beijinho muito grande.

Brancamar disse...

Amiga,
Apesar da saudade, a tua história de vida é uma história bem bonita e comovente, porque o verdadeiro amor é sempre comovente...e é tão bom quando somos assim tão amados!A saudade fica mais doce...Irra que já estou a chorar, é que que tenho assim uma saudade doce de minha avó materna, foi a pessoa que mais me amou, dessa maneira ímpar, dando muito, para quem aquilo que nos pareciam sacríficios eram um imperativo que ela abraçava.Partiu há 23 anos e ainda choro quando como agora esta imagem de carinho vem ao de cima. Por isso comprendo o que sentes, realmente não é o biológico o mais importante,o mais importante é sentirmo-nos assim amados com tanta força, por isso também és a mulher forte e sensível que aqui todos conhecemos.
Parabéns pela tua mãe, pelo ar elegante e terno que tem na fotografia vê-se que foi uma mulher ímpar.
Mil beijinhos
Branca

Aspásia disse...

UMA VERDADEIRA MÃE TIVESTE, AMIGONA, POIS DE FACTO A MÃE É AQUELA QUE CRIA, AMA E EDUCA E NÃO A QUE DÁ À LUZ!

A MINHA MÃE PARTIU JÁ HÁ 5 ANOS, COM ALGUM SOFRIMENTO, INFELIZMNETE...

E É DEPOIS QUE RECORDAMOS ATÉ AS MAIS PEQUENAS COISAS QUE FAZÍAMOS COM ELAS E OLHAMOS OS OBJECTOS DELAS QUE PERMANECEM INTACTOS E COMO NOVOS...

PARABÉNS PELA MÃE E AVÓ QUE TE FIZERAM A MULHER, ÉSPOSA, MÃE, AVÓ E AMIGA QUE ÉS HOJE!!! EM ALGUMA LUGAR, ELAS ESTARÃO ORGULHOSAS DE TI!
CONTINUA A TUA CRUZADA EM PROL DO BEM E DA MINORAÇÃO DO SOFRIMNETO DOS OUTROS, QUE SERÁ A MELHOR FORMA DE CONSOLO PARA ESSA SAUDADE CONSTANTE E IRREVERSÍVEL!

BEIJINHOS COMOVIDOS, MINHA QUERIDA!

Smas disse...

Percebo tão bem estas tuas palavras pois a minha mãe foi a minha avó que partiu em finais de Setembro passado e dói, dói imenso, dói todos os dias e doeu despedir-me dela nas férias de verão passado, quando ambas tinhamos a noção que era a última vez que nos víamos...
Bjs emocionados

Grace Olsson disse...

AMigona, tem tarefa para vc em meu blog e preciso da senha apra transferir o layout.beijos e dias felizes

Jose Gonçalves disse...

Amigona

Só agora li este declaração de amor, tão linda como essa mãe que perdes-te. Ela não foi mãe, foi mãe duas vezes e essa perda permite essa dor que temos quando a nossa querida mãe parte.
Como te entendo... tenho tantas saudades da minha....
Em silêncio parto de coração partido!
Um grande xi-coração e um beijinho de muita amizade.
José Gonçalves

Victor disse...

Querida Amigona
Na realidade nossos pais representam muitas das nossas referências de vida. Quando nos faltam perdemos muito de nós próprios.
Beijinhos.