terça-feira, fevereiro 19, 2008

idosos

(imagem deliciosa que a Lidia arranjou!)

A POPULAÇÃO IDOSA VERSUS IGUALDADE DE OPORTUNIDADES (I)

Para quem quiser dar a sua opinião é só dar um pulo à Lídia do Silencio Culpado.









41 comentários:

Alma Minha disse...

Gostei da nova casinha!
Beijos

elvira carvalho disse...

A Odele mandou-me um mail a pedir para ir lá.
Já nem preciso avisar que já sabe que recebeu um prémio que ainda não tinha. E o boneco é giro à brava.
Um abraço

Maria disse...

Vou ao silêncio de seguida, Amigona...

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Ah mas que bem!
Beijinhos

malukinha d'arroios disse...

rosario,

tens um blogue com um visual muito moderno e bonito.

o tema que colocaste no silêncio, fez-me entrar e sair em silencio...

tbem já fiz voluntariado com idosos, "antes de"... e digo-te que é necessário ter vocação e uma extrutura psicologicamente forte, para lidar com as incapacidades fisicas e problemas emocionais, dos velhinhos, digo velhinhos, porque parece que do outro lado, alguem mistura um idoso de 65, com um idoso de 85 anos.

neste momento, a minha extructura não é forte, nem a nivel economico... o estado, acabou de me obrigar a entrar na reforma por velhice, por ter 3 anos de desemprego... nunca me arranjou emprego durante estes 3 anos, e no fim de 30 de trabalho e descontos, a minha reforma ao abrigo do D.L. de maio de 2007, tem o valor de 357 €... como vai ser a minha velhice... sinceramente não sei, como vai ser a velhice, de todas as pessoas nas mesmas condições... tbem não sei... eu nem sei, se as pessoas sabem o que as espera... achas que sabem?

beijos

Agulheta disse...

Amigona. Estou melhor,aqui estou como sempre e gostei tanto destes bonecos,que dizes serem (idosos)mas quem fala nisso muitas das vezes eles tem mais alegria que alguns novos. Vou passar no "silêncio culpado" beijinho Lisa

amigona avó e a neta princesa disse...

alma minha,
minha querida saudosa amiga que bom ver-te mais vezes!!! Aparece,tenho saudades tuas! beijos...

amigona avó e a neta princesa disse...

Elvira,
é minha amiga o boneco é muito giro!Muita obrigada pela nomeação... Ainda não pus o selo aqui ao lado porque BURRA como sou agora ainda não aprendi como se faz (mas a Grace com muita paciência, está ensinando!)..amnhã ou depois faço a divulgação...beijos...

amigona avó e a neta princesa disse...

Lídia,
não era para divulgar, amiga? Penso que o importante é o amior número de pessoas poderem comentar. E, como esperava, não é tão fácil assim!
Beijocas...

amigona avó e a neta princesa disse...

maria,
obrigada pelo teu comentário no silencio,querida amiga...gostaria que continuasses a acompanhar o debate mas se provoca tristeza deixa, tá?
Beijos amigos...

amigona avó e a neta princesa disse...

hata mãe, minha doce amiga,

como gostei de ler o teu comentário! (menos a parte final da tua reforma!)...já estive lá no Silencio a comentar e este é um tema que dá "pano para mangas"!

E não minha amiga, muitos de nós não sabem o que os espera!!! Alguns até acham que,a eles, não vai acontecer nada! Vão ficar sempre jovens! Enfim...
Muito obrigada por apareceres por aqui e sim, deixa-me agradecer-te...viveste comigo tanto tempo em silencio que me sabe muito bem poder, finalmente, "falar" contigo...um dia fiz um post sobre ti...vou ver se o encontro...talvez o queiras ler...depois digo...beijos amiga e uma noite serena...

amigona avó e a neta princesa disse...

agulheta,
ainda bem que estás melhor! E quanto ao que dizes é bem verdade, amiga...quantos de 80 não amam a vida e muitos de 20 a desperdiçam? Beijinhos...

avelaneiraflorida disse...

A imagem é deliciosa...graficamente!!!
Pena que a realidade seja bem mais cruel!!!!
Que possamos mudar as cores destas vidas já tão gastas...
Bjkas!

BAd disse...

Tou de volta.
Faz-me uma visitinha.
Beijinhos

Lisa's mau feitio disse...

Avó do meu coração!!

Exemplar, como sempre!

Que pessoa única e maravilhosa Deus me colocou na frente!

Obrigada por ser tão fantástica, querida Avó!

Beijos com carinho,

Lisa

Sophiamar disse...

Amanhece, ou�o os passarinhos, a Primavera vem chegando e eu estou quase de sa�da. Deixo-te mil beijinhos e digo-te que este � um tema important�ssimo, para reflectir e opinar.

Quanto � imagem, uma ternurinha!

Alma Minha disse...

Amigona:
é sempre bom ter visitas como tu...
Fechei uma porta(almadaminha.blogspot) mas abri uma janela...
Porque já não me sentia bem naquela casinha, mas sem coragem de vós deixar, resolvi fivar por aqui a fazer o que gosto (Fotografia) e a continuar a visitar-vos...

P.S - Podes corrigir o eu endereço na barra lateral:
fotosalmaminha.blogspot.com

Beijos e abraço forte
Obrigada pelo carinho

poetaeusou . . . disse...

*
soberbo design,
e
as minhas viol�ceas cores,
,
xi
*

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Assim está melhor com os posts mais para cima. Ficou bonito o teu blog. O texto quanto mais divulgado melhor e, como vês, muitas opiniões estão a chegar.
Beijinhos

São disse...

Viva, linda!
O meu comentário, a que já respondeste, foi curto pois os acentos não entravam.

Mas achei que era muito importante focar a terrível crueldade com que muitas pessoas idosas acabam por causar sofrimento perfeitamente gratuito a quem cuida delas!!!

E, geralmente, o que é (justamente) denunciado é o abandono em que se encontram.
E vamos lá saber a razão, nalguns casos...

Beijos.

São disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Odele Souza disse...

Amigona,
Já havia estado aqui mas não mencionei a beleza do visual de teu blog. Está lindo mesmo!. E este tema dos idosos mexe comigo. Tens o meu carinho e minha admiração pelo teu envolvimento com essas pessoas que muitas vezes são esquecidas pelos próprios filhos, o que é de cortar o coração.

Um beijo.

Bia disse...

Amigona, fui convidada para comer uma fatia de bolo no dia 15, mas não encontrei o local da festa. Será porque me atrasei alguns dias? (rs)

Após um período ausente, volto ao convívio dos amigos blogueiros de quem já sentia falta.

Adorei as mudanças feitas por aqui. As fotos com sua netinha sempre me emocionam. As duas são lindas!

Com atraso, mas no mesmo carinho, desejo que você possa repartir muitas fatias de bolo de aniversário ao longo de sua vida. Sempre repletos de muita saúde e paz de espírito.

Ficam um sorriso e um beijo jorrando alegria no seu coração.

Raul disse...

Olá Rosário,venho do silèncio culpado onde deixei um comentário ao seu excelente texto.Agradeço que o leia para não estar a ser repetitivo em dois blogues.Ainda não me conhece mas através do blog da Lidia e do sol poente fica a saber quem sou.Vou passar os próximos dois dias quase em exclusividade a ler o seu texto e a escrever sobre o tema mais direcionada para a area dos idosos com HIV.
Os meus parabéns pelo excelente trabalho e vamos fazer com que ele seja uma base de estudo para um tema para o qual não temos respostas.Acho que estamos a por muito de lado esta problemática, e que não estamos preparados para a enfrentar.
Bjs
Raul Rudoisxis

Jose Gonçalves disse...

Rosário

Já fui ao silêncio culpado ler a tua postagem sobre ser velho.
Este tema é sempre de difícil abordagem porque muitos evitamos falar nele.
Infelizmente, em alguns casos, os nossos idosos são pura e simplesmente abandonados em lares. Eu não me posso queixar pois desde os meus pais aos meus sogros, que nunca abandonámos, sempre os vi bem tratados e limpos. Talvez tenha tido sorte, mas a verdade é que acredito que qualquer deles, com excepção da minha sogra que faleceu de doença prolongada, tiveram mais uns anos de vida porque viveram intensamente em amor até ao fim da vida de cada um deles. O nosso, dos filhos, e de todo o pessoal onde eles estiveram.
Eu não tenho medo de ser velho. Mas confesso-te que tenho alguma apreensão pelos cuidados que eventualmente possa vir a dar.
Não quero pensar muito sobre o assunto, até porque todos eles foram perdas recentes, mas muitas vezes dou comigo a sismar. Melhor seria que um dia adormecesse e já não acordasse. E não tenho medo dela. Virá quando e como entender, só não queria sentir-me um fardo nada mais.
Quanto a ti minha amiga, fiquei hoje a saber tanta coisa que desconhecia a teu respeito. Se já te admirava até agora, fiquei completamente agradecido por Deus te ter posto no meu caminho.
Bem hajas pelo bem, que fazes e tens feito a muita gente e pelo amor que empregas na tua nobre missão.
Um grande abraço e desculpa não poder vir mais vezes.
José Gonçalves

Carminda Pinho disse...

Amigona,
O "boneco" está fantástico, pena que os nossos idosos não tenham igualdade de oportunidades, como o resto da população, aliás.
Beijinhos

Sophiamar disse...

Minha Querida Amiga Grande

A manh� est� a chegar embrulhada num nevoeiro pouco vulgar para a regi�o. � assim o tempo! Quanto aos teus velhotes, gosto muito de os tratar assim, se continuam por mais tempo neste banco de jardim acabam por sair daqui para casar.V�-se que est�o um para o outro.
Beijinhossssss

amigona avó e a neta princesa disse...

sophiamar,

ofereço-te a primeira gargalhada do dia!!! Não me tinha lembrado dessa - os velhotes ainda podem casar!!! Um dia destes abro o blog e não estão lá!!! Então quando a postagem ficar arrumada mais abaixo sabe-se lá o que poderão fazer!!! Eh! Eh! h!

um abraço, amiga...

amigona avó e a neta princesa disse...

carminda,

pois é minha amiga, a igualdade de oportunidades anda muito por baixo, até porque com os bancos a ganhar 5,5 milhões e meio por dia.......!!!!!!!!!!!!!!
Beijocas...

amigona avó e a neta princesa disse...

josé gonçalves,
é como dizes amigo, muitas vezes a nossa grande preocupação de não dar trabalho nem sempre se verifica.
Concordo também que cuidados, amor, carinho e afectos dão mais anos de vida, de certeza!

Quanto a mim amigo Zé, há uma coisa que sabes: sou tua amiga como de outros que temos o privilégio de ter na nossa lista comum...aqui partilhamos afectos,preocupações, alegrias e tristezas...isso, meu querido, é uma grande riqueza...desde que te/vos "conheço" sou muito mais rica em conhecimentos e sentimentos...por isso também digo - obrigada!

amigona avó e a neta princesa disse...

raul,
meu amigo, claro que te conheço!!! Pela mão da Lídia fui ao teu canto e por lá tenho andado! Todos nós aprendemos muito com o teu testemunho...
Obrigada pelas tuas palavras mas é como dizes " estamos a pôr muito de lado esta problemática e não estamos preparados para a enfrentar."
Beijinhos...

amigona avó e a neta princesa disse...

bia,
minha querida os amigos nunca vêm tarde!!! O seu lugar está sempre disponível! Qaundo quiseres e puderes aparece...obrigada pelas palavras de ternura...beijinhos...

amigona avó e a neta princesa disse...

odele souza,
como sabes os créditos da casa nova são da Grace Olsson que me fez as obras todas!!!
Um beijo querida e um abraço de solidariedade...

amigona avó e a neta princesa disse...

são,
claro que foi importante o que disseste, querida! Importante e verdadeiro (infelizmente)...beijinhos...

amigona avó e a neta princesa disse...

poetaeusou,
meu querido poeta, obrigada pelas cores...beijos...

amigona avó e a neta princesa disse...

alma minha,

minha querida ainda não posso mudar o endereço...a casa nova feita pela Grace tem uns quartos novos aonde não consigo entar (ainda)...mas o que importa é que estás cá! beijinhos...

Kalinka disse...

A liberdade permite-nos amar e odiar, ajudar e escapar, dar aos outros ou acumular para nós próprios. Talvez os jovens vivam com uma intensidade especial o mistério da liberdade. Quando somos meninos, a presença e o controlo dos pais evitam muitos caprichos e livram de muitos perigos. O adolescente, pelo contrário, sente que a vida está cada vez mais nas suas mãos. Os perigos são os mesmos, mas as pessoas mais velhas pressupõem que o jovem já está mais maduro para os enfrentar melhor. Contudo, há muitas armadilhas subtis, misteriosas, que o podem atrapalhar, que o podem destruir na sua própria liberdade.

Ando com muita necessidade de conversar, ando desanimada pois aqui no trabalho existe uma repressão enorme só para mim, eu aproveitava a m/hora de almoço para visitar os vossos blogs e, até isso me tiram, foi-me «proibido» ficar no gabinete...enfim, há gente tão má, eu pergunto:
Que andam a fazer pelo Mundo estas pessoas más? Pena é que as boas vão-se...infelizmente.

Beijinhos. Até sempre.

Isabel-F. disse...

Olá Amigona,

Gostei de saber do teu nome: Rosário.

Não podia deixar de aqui vir, para te dar os parabéns pelo teu maravilhoso texto ...

sem dúvida que há lares (infelizmente ainda são poucos) onde se dá amor e carinho e onde os idosos estão bem ...

sem dúvida é o que eles precisam ...
amor ... carinho ... companhia ...

e agora, pergunto-te: o que fazer a um idoso que teima em estar sozinho?

estou a falar de mim , aliás da minha mãe ... tem 88 anos e teima em estar sozinha na casa dela ...
eu não quero pô-la num lar ... simplesmente que viesse viver comigo (tenho espaço e todas as condições), que estou em casa já há alguns meses ...

mas ela não quer ... e vive sozinha numa casa de quase 200m2...
claro que ela para a idade esta óptima ... mas tem os seus 88 anos ... e o coração começa a ficar um coração de 88 anos ...

e ela está em Algés ... e eu em Azeitão ... não a trago à força para aqui porque tenho medo que lhe dê alguma coisa ... e podes imaginar a aflição em que vivo ...

eu lá a vou convencendo... e para aí cada 3 (4) meses, vem passar uns 15 dias comigo ...

beijinhos

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida,

o teu testemunho foca um problema que já foi abordado no debate. Há muitos idosos que não querem ir para lado nenhum e quando, felizmente, têm saúde e cabeça, que fazer? Acho que cada caso é um caso e como tal deve ser analisado...estar sózinho não é solução...pode acontecer tanta coisa...e sem solução...às vezes o Centro de Dia é um caminho...outras um meio caminho...
A minha mãe também teve alguns anos sózinha mas estava ocupada no centro de dia...vinham buscá-la de manhã e regressava por volta das 18h.Estava ocupada o que foi fundamental para a sua qualidade de vida...
beijinhos amiga...

Isabel-F. disse...

Obrigada querida por me dares atenção.

Ir para um Centro de Dia ... recusa também ...

vou contar-te o problema e a razão (julgo eu) da atitude da minha mãe.

o meu pai faleceu com 89 anos em 2000. o meu irmão (após um divórcio) voltou para casa e vivia com eles ...

dois anos após o meu pai ter falecido ... o meu irmão faleceu ... com 44 anos ... uma morte estúpida, revoltante ... caiu na escada do prédio onde viviam e onde continua a minha mãe .... (desfez a cabeça ... esteve uma semana em coma profundo ... e foi-se ... )...

é muito complicado ...

beijinhos e mais uma vez obrigada

amigona avó e a neta princesa disse...

Isabel

fico sem palavras querida, mas uma coisa sei: estar sozinho pode ser uma escolha mas solidão não...solidão mata, devagarinho...
beijinhos...