quarta-feira, outubro 03, 2007

Partida





Deixo à vossa reflexão mais uma experiência de vida...


" Partiu...já há alguns meses que a doença tinha tomado conta do seu corpo e os familiares iam rezando baixinho para que ela fosse embora de vez!O sofrimento era cada vez maior e não fazia sentido continuar num mundo a que já não dava qualquer valor porque a demência já não deixava...

MAS...

ENQUANTO ESTEVE CONNOSCO (NO LAR) TEVE TODO O CARINHO E CUIDADOS POSSÍVEIS! TERNURA, MEIGUICES,EM FORMA DE AFAGOS, BANHOS OU MASSAGENS TUDO LHE FOI DADO, PARA ATENUAR O SEU SOFRIMENTO...

NÃO SABEMOS DO QUE TOMOU CONSCIÊNCIA MAS QUEREMOS CRER QUE A FIZEMOS MAIS FELIZ!

PARTIU E QUANDO O FUNCIONÁRIO DA AGÊNCIA PERGUNTOU: "QUEREM QUE A GENTE TRATE DELA?" A RESPOSTA VEIO RÁPIDA "NÃO"!!!!!

ELA TINHA AINDA DIREITO A SER ACARINHADA NESTE ACTO FINAL: SER LAVADA E VESTIDA. COM AMIZADE, RESPEITO, TERNURA.

E FOI ISSO QUE SE FEZ!

8 comentários:

Melões Melodia disse...

Sabes que a demencia e uma forma de morrer que me assusta porque a vivi de perto com os meus bisavos e mais recentemente com a minha avo. Podes encontrar no meu canto duas historias - uma chamada alzheimer e outra a avo em que falo sobre isto, e sim, pedia desde ha muitos anos para que a minha avo partisse porque queria as recordacoes da velha simpatica senhora que me contava historia, fazia doces e dava carinho.
Um beijinho grande

Hindy disse...

Muito bem! Um acto de grande dignidade!

Beijinho hindyado

margusta disse...

Abraço muito GRANDE em ti minha querida!...

És Linda!...

avelaneiraflorida disse...

Espero ter essa coragem para o fazer à minha mãe quando chegar a hora...
Sim, porque ela ficará no espaço onde tem o direito a morrer...a sua casa...até ao fim!

"Brigados" por esta partilha!!! Deu-me força!!!!
Bjks

Aspásia disse...

CREIO QUE "ELA" SE "RECORDARÁ" DE SI, AMIGONA, ASSIM COMO DAS SUAS COLEGAS QUE TENTARAM AMENIZAR ESSES TÃO DIFÍCEIS ÚLTIMOS DIAS...

DEIXO UM BEIJO COMOVIDO

Carminda Pinho disse...

Beijinhos amiga.
Se houvesse muita gente igual a ti, o mundo seria muito melhor.

Maria disse...

Para ti, hoje, um abraço do tamanho do mar.....

Beijos, Amigona

Sophiamar disse...

Actualmente, parece que na velhice raramente são aqueles que não apresentam síndroma demencial.Para sofrimento de todos.Acompanhei a minha mãe desde sempre, vivemos juntas e sei quanto se sofre num processo destes.Um sofrimento incomensurável!Já lá vão sete anos e não há um dia em que não me lembre dela por muitas vezes.E do calvário por que passou.
És uma querida amiga que tenho, um ser humano ENORMEEEEEEEEEEE. Bem hajas. Que tenhas muita saúde!

Beijinhosssssss