quarta-feira, outubro 22, 2008

Instante

(foto da net)

" 58 anos...tumor cerebral e cancro no pulmão. Os médicos deram-lhe 6 a 9 meses de vida!!! Há dois meses não sabia de nada!"

Já estou habituada a situações muito difíceis...mas quando acabei esta visita e senti o vento a fustigar-me a cara pensei:

- COMO EU SOU FELIZ!!!

Hoje não digo mais nada...peço apenas que pensem um pouco...

12 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Não é fácil enfrentar a morte quando ela nos é anunciada de repente e com data marcada.
E o pior não é a morte mas o doloroso caminhar para ela.
Somos felizes a cada dia que passa quando os dias acontecem com saúde, quando temos em segurança aqueles a quem amamos.
Deviamos meditar sobre isso a cada instante. Talvez assim conseguissemos suavisar as nossas arestas.

Abraço

Peter Pan disse...

Linda e Simpática Amiga:
Um aviso sério. Preocupante e pertinente.
Só do seu brilhante humanismo profundo e fantástico na prevenção.
Digo como você:" - COMO EU SOU FELIZ!!!..."
Beijinhos solidários na mensagem significativa.
Beijinhos de estima e respeito pleno.
Sempre a admirar o que ternamente escreve.

p.pan

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Temos realmente de agradecer todos os dias apenas por estarmos vivos!

Beijo meu ♥,

A Elite

pikenatonta disse...

A vida dá voltas incríveis... :(

Maria disse...

Mais difícil é enfrentar a morte quando é completamente inesperada...
... quando um cancro é diagnosticado e extirpado em 5 dias e três semanas depois se morre com uma embolia pulmonar resultante da operação...
Desculpa. Mas tinha que gritar.

Um abraço apertado.
Beijos, e beijos

Grace Olsson disse...

amiga, temos mais é que4 viver a vida. Pois nunca sabemos quando ela nos vai ser arrancada...de forma abrupta ou nao..,beijos e dias felizes para vc e netinha

Alma Minha disse...

Pois... temos realmente que dar graças pela saúde que temos! Por cada dia que passa!

Beijo grande e abraço forte

São disse...

Que lição de humildade para quem acha que tudo lhe corre mal: nestes dramas maiores é que temos de aprender a importância da vida.
Abraços para ti e para a princesa, linda.

Sophiamar disse...

Há sempre quem esteja muito pior do que nós. Pensar nisto e entregarmo-nos aos outros amenizando tanto quanto possível o seu quotidiano é o nosso dever. Esse amigo tem um caminho doloroso a percorrer sob o ponto de vista físico e o psicológico não é melhor.
Sei que vais dar-lhe o máximo de conforto e carinho que puderes.

Bem-hajas, amigona!

Mil beijinhos

tulipa disse...

OLÁ AMIGONA

Uma história com um início triste, como será o fim? Uma incógnita!!!

A vida continua. Estou numa fase de decisões, espero daqui a algum tempo poder dizer: VENCI.
Entretanto vou indo ao cinema, desta vez um filme francês, na história alguém também com um problema grave de saúde, será que venceu?
Pelo menos tentamos, haja determinação e por vezes consegue-se.

Convido-te a vires comigo até ao Porto, visitar um dos ex-libris da cidade Invicta.

Recebe pétalas de tulipa impregnadas de abraços.

Espaço do João disse...

Realmente é para meditar. A vida são só dois dias; um para nascer e outro para partir. Retirando o tempo que estamos a dormir, aproveitemos todos os momentos de felicidade. Estamos pré destinados e, nada mais podemos fazer. Assim todos pensasem um pouco e, o mundo seria sempre feliz. Muitos beijos de solidariedade. João

Odele Souza disse...

A saúde é sempre a maior riqueza de uma pessoa. Quem tem saúde, deve se considerar feliz.

Beijos.