domingo, novembro 25, 2007

Violência



A VIOLÊNCIA SOBRE AS MULHERES ENVERGONHA E DIMINUI A HUMANIDADE

A violência doméstica, nomeadamente a violência do género, é uma realidade que envergonha o mundo em pleno século XXI. Em Portugal foram registados, em 2006, segundo a UMAR, 20.595 situações de violência doméstica. Entre as agressões, incluem-se 39 casos de homicídio e outras 43 tentativas. No entanto estes números não revelam toda a realidade pois muitos casos não chegam a ser participados.


Alertas

Se fores vítima, ou testemunha, não hesites em denunciar!
Em caso de urgência liga o 800202148.Apresenta queixa às autoridades competentes.Pede apoio à APAV- Associação de Apoio à Vítima

Tel. 707200077 e-mail: apav.sede@apav.pt

Mas não te cales. Calar é ser conivente com o agressor.
ADERE A ESTA INICIATIVA E PUBLICA UM POST DE INDIGNAÇÃO

Nota:

Esta iniciativa partiu da SÃO- http://saobanza.blogspot.com/ com o apoio da Isabel Filipe

16 comentários:

Sophiamar disse...

Minha Querida Amiga Grande

Neste aspecto, como noutros, a tua actuação tem sido exemplar. Denuncias, apelas, actuas gritando bem alto essa/essas injustiças/ crueldades de que tu não queres/nao deves/não podes ser conivente.
Tenho orgulho em ter-te como amiga, tive sorte, mais uma vez, quando aqui encontrei alguém que pugna pelos direitos daqueles que não podem ou temem denunciar os maus tratos de que são vítimas.
Obrigada por tudo AMIGONA.ÉS um SER HUMANO muito, muito grande.
Tenho muito gosto em incluir-te e incluir-me no meu/teu grupo de amigos.
Mil beijinhos. Dá muitos á princesa.

Sophiamar disse...

Irmã do Coração

Adoptámo-nos há muito sem nos conhecermos fisicamente (mandei-te há dias uma encomenda sem óculos mas não acusaste a recepção)porque a pele tem sentires que nós desconhecemos. Não foi só uma questão de coração, que por esse estamos unidas, foi aquele arrepio na pele, aquela efervescência quando sentimos a injustiça, a violência disfarçada em mil sorrisos e abraços na rua, no café, na loja... que nos aproximou.
Como me lembro da tal batalha, como me lembro do que te disse, não te resolveu nada mas senti-me ao teu lado. Hoje, quando precisares, eu estou contigo. O meu Ladino voou ontem como eu queria/ desejava mas a dor,essa está aqui. E foi apenas mais um bocadinho do corte do cordão umbilical.
Olha, desabafei contigo, só, porque para além destas palavras há coisas com raiz que nos unem. Felizmente contigo é assim, minha doce/valente/ forte mana. Contarei sempre contigo e tu quando quiseres tens tudo aberto para ti.É só dizer.

Mil beijinhos mana...do coração.

Just Me...S disse...

Minha querida

Não tenho tempo para visitas, mas vim aqui deixar um grande beijo de saudade.

Melões Melodia disse...

A violencia e violencia e por si tem que ser denunciada. Nao gosto do termo violencia de genero porque da-nos um unico ponto de vista da realidade. Numa casa pode haver violencia do homem contra a mulher, da mulher contra o homem, dos pais para os filhos e dos filhos para os pais. Sao todas igualmente mas, apesar de uma ser mais conhecida - a do homem contra a mulher. As outras tres sao ainda mais envergonhadas e dificilmente feitas publicas: 1 - porque se e dificil para uma mulher ser agredida pelo marido,mais dificil e o marido admitir que e maltratado pela mulher; 2 - porque as criancas nao se sabem queixar; 3 - porque os pais, apesar de tudo amam os filhos,mesmo quando estes os maltratam.
Por isso temos que ter os olhos bem abertos,porque passa muitas vezes ao nosso lado a vitima silenciada.
Um beijo grande

avelaneiraflorida disse...

Querida Amigona,

Também já deixei o meu Alerta!

Que se ergam SEMPRE...TODAS AS VOZES!
TODOS OS DIAS!

UM BOM DOMINGO!
BJKS PARA AMBAS!!!

Alice Matos disse...

Estou convosco no Detalhes e no Pensamentos...

Beijo...

"Aqui fica a minha solidariedade para com todos aqueles que sofrem, no corpo ou na mente, da violência dos que se julgam muito fortes mas não passam de reles cobardes...
ensamentos..."

Maria disse...

É bom saber que estamos tantos juntos neste dia....
Abraço-te, Amigona

Leticia Gabian disse...

Esta é uma corrente que resulta em grande. É muito bom ver tanta gente pensando, falando e escrevendo a respeito de um único tema. Tomara que sirva para, ao menos, minimizar todos esses horrores.

Beijo grande

Ana Patudos disse...

E existem tantas em silêncio, por medo... que façam mal aos seus filhos.
Este tema é demais importante para ser esquecido. Há que denunciar sem medos.Força a quem necessitar.
bjos
Ana Paula

Brancamar disse...

Venho dar-te as boas-noites e desejar uma óptima semana.
Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Também fiz o meu post. Tem sido um êxito na blogosfera o repúdio a este tipo de violência. Mas há mais violências a precisarem da nossa voz.
Beijinhos

Agulheta disse...

Amigona. Gostei de ver muitos blogs,hoje dizer não a violência subretudo sobre as mulheres e crianças,temos de dizer basta para se ouvir bem alto,eu digo não muitas vezes pois vejo as mesmas e dá cá uma vontade....nem te digo parece mal.
Beijo amiga fica bem LISA

7 Pecados Mortais disse...

Sou solidário como é óbvio. Já que estamos a falar de um tema muito importante aproveito para reverem o post que já tinha feito no meu espaço em Outubro, chamado o Silêncio do medo. Vejam novamente. Abraços.

Sophiamar disse...

A caminho da deita, venho deixar-te um beijinho como fiz toda a minha vida aqui em casa e em todas as casas da família.
Estás no meu coração!
Tem uma boa semana!

Abracinho apertado.

Sophiamar disse...

Vim dar os bons dias à amigona avó, à neta princesa e desejar-vos uma boa semana. Mereceis tudo de bom e haveis de ter sempre.

Beijinhossss

São disse...

GRATÍSSIMA PELA ADESÃO||