sábado, novembro 18, 2006

Escuridão



(foto da net)

Nestas últimas horas vivi mais uma experiência daquelas que nos mostra o lado mau da vida, que nos fala das dificuldades cada vez maiores de diversas Instituições que se ocupam do transporte e assistência a doentes (Bombeiros) e outras, privadas, com o mesmo objectivo...

A falta de condições é uma realidade a que não é alheio a política para o sector defendida por este Governo ...

A precarização, os contratos a prazo, os baixos ordenados, fazem também as suas mossas, mas não suporto a falta de profissionalismo de alguns dos funcionários destas Instituições!!! ... Odeio isso!!!!!!!!

L........, 80 anos, acamada, obesa, demente, insuficiência renal, hemodiálise 3 vezes por semana...

Internada no Hospital durante um mês. Sai mas É PRECISO continuar com a hemodiálise.

MAS...NÃO HÁ bombeiros ou outros que possam transportar a senhora que não pode ser transportada doutra maneira!!!!!!!!!!!!!!! (porque não podem e ela é muita gorda!!!!!!!!!!)

QUE FAZER?

E neste País à beira mar plantado, no meu País que adoro e venero, depois de algumas dezenas de telefonems e faxes (até para as pessoas importantes) a única solução seria:

- inventar uma situação urgente, chamar o 112 e mandar a L...... para o hospital, recusando que ela saia e faça o tratamento!!!!!!!!!!!!

( felizmente - eu estou a dizer isto?!!!! - durante a noite houve mesmo uma recaída que obrigou a um internamento VERDADEIRO!)...

Por favor, tirem-me daqui!!!!!!!

23 comentários:

Casemiro dos Plásticos disse...

tem calma tudo se resolve!

Maria disse...

Passei só para dar um beijo de boa noite

Betty Branco Martins disse...

Querida Amigona

Infelizmente é o País que temos - e assim parece que vai continuarrrrrrrrrrr!!!

Beijinhos com carinho
BomD(:)mingo

alfazema disse...

Minha Querida Amiga Grande!

Infelizmente a "soluçaõ" veio da própria doente e o caso ficou resolvido. Pergunto: e se assim não tivesse acontecido? Continuarias a ter de bater a portas e portas até que mãos caridosas , corações moles se compadecessem da situação.E da caridade não queremos viver nem merecemos. Andamos nós a trabalhar uma vida, a falar de direitos do homem, da criança, dos trabalhadores e quando nos deparamos com situações concretas, as portas estão fechadas. O diálogo não se faz porque a outra parte simplesmente daí lava as mãos.Pessoas como tu, com essa capacidade de abnegação, com força na voz, que não desistem ao primeiro obstáculo nem se deixam intimidar, fazem falta, muita falta, neste país. Daqueles que falam e nada fazem não precisamos. Mas desses infelizmente temos muitos.
Minha querida , só posso dizer: continua a fazer o bem sem olhar a quem. Entrega-te porque aí mora a tua felicidade. Aí devia morar a felicidade de todos nós!
Beijinhos mil. Distribui por quem gostas e tem um bom domingo.

Rosario Andrade disse...

Bom dia amigona!
...felizmente aqui situações dessas tendem a não acontecer (embora claro, haja excepções). Mas os doentes só têm alta depois de serem vistos pela assistência social e desta se certificar que os doentes terão condições apropriadas no local para onde vão e há acompanhamento necessário. Se por exemplo o doente partiu a perna e vive sozinho e o local onde reside tem escadas ou tem acesso dificil, arranjam um local onde o doente pode ser cuidado até poder ir para casa.
Um coisa que noto muito também é o profissionalismo e a amabilidade de todos os profissionais envolvidos com o doente. Talvez porque se isso não acontecer e o doente se queixar, os profissionais sofrem sansões, ou talvez seja uma cultura própria, nao sei. Em portugal, infelizmente, há muito a evoluir!
Espero que tudo corra pelo melhor!
bjicos

juka disse...

É o que temos e concerteza aquilo que merecemos.

Há que manter a serenidade e "sair daqui" nunca!

Precisamos de pessoas como tu...

Daqui por uns tempos concerteza estaremos todos em melhores condições...

Um beijo!

Belzebu disse...

Esta é de facto a triste realidade deste país que amamos. A função do estado não é exercida por incapacidade e incompetência e os privados só existem para casos rentáveis!

Saudações solidárias e claro, infernais!!! ehheh!!

a lice disse...

É o país que temos...:(

Espero que a situação se "resolva" de alguma forma, com menos sofrimento possível.

Beijinhos.

Xica disse...

Somos o único povo que conhece a palavra desenrascar, por alguma coisa deve ser. A senhora L. teve a sorte de te ir cair nas mãos. Se ela não tivesse tido uma recaída certamente que o que andaste a fazer iria sortir efeito. Acho que o que todos esperamos é que quando chegar a nossa vez tenhamos uma amigona ao nosso lado.
Beijitos e obrigada.

Xavi disse...

É a miserável gestão que temos no nosso país...

Salvador disse...

Partilho a tua indignação

Boa semana é o q te desejo

bjs

missixty2000 disse...

As coisas mais importantes são sempre as mais desfavorecidas! Mas há dinheiro para estádios e expo's etc!Porque isso faz muita gente encher os bolsos!
beijos

Hindy disse...

Infelizmente muitas vezes as coisas são assim...

Boa semana e um beijinho "hindyado"! :o)

marco disse...

pra onde?
Espanha?

greentea disse...

o assunto resolveu-se por natureza porque o organismo da doente o exigiu...

beijos para ti

chuvamiuda disse...

..................
não te tiro!
porque fazes falta para denunciar
..................

Bom dia

Beijinhos

BAd disse...

É incrivel como em Portugal se tratam as pessoas como descartáveis.
É incrivel como se discriminam as pessoas pela sua idade.
É incrivel como acham que só quem ainda trabalha e paga tem valor.
É incrivel que se ignore que todos nós lá chegaremos.
Desculpa o desabafo, mas partilho inteiramente da tua revolta.
Continua assim, somos poucos, mas... vale a pena.
Beijinhos

boleia disse...

essas e tantas coisas que deviam ser repensadas...

Daniela Mann disse...

Fogo! Realmente... :(
Beijinhos amigona(¯`♥’´¯)
`•.¸.•´
¸.•´¸.•´¨)¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•´ .•´.•´¯`•(¯`♥’´¯)
`•.¸.•´
¸.•´¸.•´¨)¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•´ .•´.•´¯`•

JL disse...

É lamentável que se tenha que "criar" uma situação dessas. Enquanto muita gente quiser continuar a ser parte do problema não haverá solução.
Um beijo e resto de semana tranquila, Amigona!

http://icecream.blogs.sapo.pt/ disse...

Nem sei que te diga, pensei mesmo que isso nunca acontecesse!

Sininho disse...

Isto é o chamado Portugal no seu melhor

António disse...

Olá!
Infelizmente há muitas situações como esta no nosso país.
Mas no Ruanda, no Burundi, em Moçambique e em tantos outros países é muito, muito pior!
Convém não olhar só para os 20 ou 30 países em que as coisas são melhores do que cá.
Sou realista, penso!
Obrigado pelo teu comentário no último post de "Uma família burguesa".

Beijinhos