quarta-feira, agosto 30, 2006

dor



Hoje sinto-me muito triste... sinto uma dor enorme na alma que dói como se, de facto, algo me estivesse a dilacerar...

Hoje a minha filha, a minha "princesa", foi arrogante e mal-educada publicamente para mim... hoje esqueceu que eu sou sua mãe, hoje não teve qualquer respeito...

Desculpem o desabafo mas precisei de o fazer... tenho sofrido muito e, desta vez, foi demais... dificilmente poderá haver esquecimento...quase impossível existir perdão...

51 comentários:

Hindy disse...

Não gosto de te ver assim!
Beijinhos :o)

De Mim disse...

Olá!!

Primeiro quero agradecer por teres passado no meu cantinho.
Agora...
Nem sempre dizemos aquilo que realmente queremos dizer, e por vezes dizemos o que realmente não devemos dizer, e isso faz, de certeza, muita diferença quando o nosso interlocutor não está nos seus melhores dias.
Lembra-te que aquilo que hoje parece uma falha enore, amanhã já será mais pequenina, e principalmente... lembra-te que a vida é muito muito curta para desperdiçarmos o melhor que ela tem. O AMOR!!
Conversem, zanguem-se, chorem e por fim abracem-se e beijem-se e percebam o quanto se amam.

Beijos cheios de ternura. Sei que ides conseguir chegar a bom porto.

sendyourlove disse...

Coisas que infelizmente acontecem...
Fica um beijo...

S&M disse...

Minha querida
Não sei que te dizer...a minha ainda tem 3 aninhos e nem quero imaginar um dia que isso me aconteça!!
Força
Beijos com mimo
S

Cristina disse...

O que sai da boca para fora nem sempre reflecte o que o coração realmente sente. Nas relações entre pais e filhos a maioria das vezes e assim. É sempre mais fácil sermos dominados pelos curtos momentos de fúria … estes, sendo negativos e, por isso, dolorosos marcam sempre mais do que os outros. Mas nada como falarmos sobre eles de modo a clarificá-los e ficarmos em paz novamente. Entre pais e filhos não há nada que uma conversa não resolva. O amor está lá, basta apenas evocá-lo ainda mais forte, especialmente nestas situações.

missixty2000 disse...

Não fiques assim!Todas os jovens passam por uma fase de rebeldia e agressividade, apesar de eu ás vezes preferir que me deem um estalo, a ter de ouvir certas coisas!Só tens de ter atenção se ela não andará metida em cenas que não deve e que podem provocar esse estado de espírito!
beijos muitos

BAd disse...

Falando como filha que adora a sua mãe, em verdade te digo que muitas vezes também me custa ser bruta com a minha mãe, mas como a amo muito, às vezes é mais fácil descarregar nela, do que nas pessoas que não me amam incondicionalmente, e o facto de o fazer, faz com que não raras vezes fique com um grande sentimento de culpa.
Não posso fazer nada em relação ao que a tua filha te fez, mas posso deixar um beijinho de compreensão.

kikas disse...

Não fales assim, sou mãe e sei como custa essas feridas, mas não tentes entender, nem tão pouco tentes por-te no lugar da tua princesa, tenta sim lembrar-te de ti na idade dela, do que fazias, e sentias e vais ver que não era por isso que amavas menos quem te queria bem.
Tem calma, são todas fases da vida deles, complicadas sim mas que a nós só nos compete "estar lá"
Beijo de uma mãe

refugiada disse...

é complicado quando acontece isso, falo no lugar apenas de filha, e por vezes surgem essas desavenças, mas o tempo e o amor que vos une supera tudo...


beijos e as melhoras

Piquinota disse...

:( Não gosto de saber que estás triste... principalmente por um motivo como este...

Porque não falarem e resolverem a situação?:(

Jinhos

Kiki Abdul disse...

Não fique assim amiga, vc esta magoada e triste, mas assim que vcs conversarem esse desentendimento se resolve e qual mãe não perdoa os filhos?
Fica bem!!

pitanga disse...

Antes de mais nada qual a idade? Se está na "aborrescência" se explica, mas não justifica. Se já é uma moça feita há que sentar e tentar fazer ver o quanto a magoa agindo assim. É que por vezes os filhos nos acham sempre tão fortes e bem dispostas e pau pra toda obra e mulher maravilha, que se esquecem que somos pessoas com fragilidades e sentimentos iguais a eles. Mostre que não é diferente dela, que a ama sim, mas que não vai permitir que a humilhe.

Se eu tivesse conseguido, os comprimidos de alegria lhe dava o resto do vidro.
beijos pitanga

PS: vá ver a Sereia, quem sabe não mergulha também?

Bel disse...

Por norm adesabafamos sempre e descarregamos sempre em cima de quem mais gostamos e a tua filhotra ama te mt concerteza. um abraço e boa semana

boleia disse...

Bem, chego de ferias e encontro-te tao tristinha...
va la, anima-te! eu nao sou mae mas sou filha e as vezes perde-se a cabeca... vai ficar tudo bem, vais ver!
um beijinho enorme

jawaa disse...

Desabafar faz bem.
Se a tua princesa é adulta, há que conversar, ralhar, se for preciso, mas acabar num abraço rapidamente que a vida passa mto depressa para as duas; se é adolescente... esquece que é fogo de juventude e esta nem sempre conhece bem os seus limites.
Um beijinho solidário

Xavi disse...

Não é bonito, nem correcto...mas acontece...!

Nem leves isso demasiado a peito...ela propria ja se deve ter arrependido...

vinte e dois disse...

Para nós, por muita idade que os nossos filhos tenham, são sempre os nossos bebés e quando eles crescem e começam a querer o seu espaço, custa-nos sempre vê-los afastarem-se. Mas isso não significa que deixem de gostar de nós e o que aconteceu com a tua filha (presumo que seja adolescente) é que ela é capaz de estar a entrar numa fase difícil em que já não é criança mas tb ainda não é uma mulher. Vejo isso com o meu filho,apesar de até agora nunca ter sido mal-educado comigo em público. Fala com ela com calma, é o que faço com o meu filho quando é necessário e tem resultado.
Sempre acabamos por perdoar tudo aos filhos. A tua dor ainda é recente mas vai acabar por passar. Tudo de bom para as duas :)

Alma Minha disse...

Como mãe e como filha que sou... como te compreendo...
Mas por favor, não tomes decisões que um dia te vás arrepender...
É tua filha e tu és mãe dela...
Beijos do fundo da Minha Alma

Salvador disse...

Ela arrependeu-se logo a seguir concerteza, sa´~ao fases amiga.

Não te deixes ir abaixo,força

bjs

até breve

Miudaaa disse...

uma miudaaa não gosta de ver a sua amigona assim, como tu estás... não gosta, mas não gosta MESMOOO...

Olhaaa, errar é humano, e todos, todos erramos. Nenhum de nós é perfeito e por muito que busquêmos essa perfeição, jamais a conseguimos alcançar.

Eu preocupo-me em fazer em dar a quem está ao meu lado amor, carinho... mas já fui tantas e tantas vezes injusta para com a minha mãe... e depois, por vezes, e com um grau de injustiça elevadíssimo é com aqueles que mais AMAMOS, que somos "rudes".

Sinto a tua dor, e sei que deves estar a pensar "esta miudaaa" não entende a minha dor... palavras leva-as o vento, já dizia o poeta.

Um dos nossos melhores dons é saber perdoar... Pergunta-lhe... Pergunta-lhe OLHOS nos OLHOS a razão principal pela qual ela te falou assim. Ouve-a... uma boa conversa ajuda tanto.

Quero um Sorriso Grande e Sincero no teu rosto. Depressaaa...

Silva disse...

Não fiques triste, as crianças ás vezes são muito injustas. Eu não sou mãe, mas sou filha e sei que muitas vezes respondo mal á minha mãe sem razão para o ser!
Pensa que é uma fase que eles (crianças) passam como forma de se afirmarem e acharem que já são crescidos!

Pensa nas coisas boas que passas com ela para te ajudar nessa tristeza.

beijinhos grandes

Sara MM disse...

UI!!!

ser mãe é ingrato mesmo... a minha também já sofreu comigo... coisas que eu desejo não vir a sofrer também... mas os erros repetem-se, geração após geração... os humanos são assim... agir contra vontade, acontece... outras coisas lhe encheram a cabça e te roubaram o lugar que mereces, de certeza... mas logo logo ela volta a perceber que melhor mãe que a dela não há... é só esperares... sem tristezas demasiadas... mesmo se desculpas não chegam para essa dor... filha é filha... mãe é mãe... tudo isso é normal, mesmo se doi...

BJss e força!

Tatiana Valentina disse...

ui...complicado...em primeiro lugar n fiques assim. Tens que tentar conversar com ela, explicar que esta situação n se pode voltar a repetir !!! Conversando com certeza ela vai ver que se portou mto mal !!!

Eu não sou mãe, mas sou filha e sei que também já fui muito injusta com a minha mãe !!! E doi muito magoar quem se ama !!!

anamoris disse...

Ó minha querida não fiques triste.
Os filhos às vezes também são cadilhos. Perde-se por vezes a cabeça.
Os meus às vezes também são muito desagradáveis, tento que depois reconheçam o mal que fizeram e acaba sempre tudo em bem.
Temos que ter paciência e muito amor, mas também fazer ver que não gostamos de ser maltratadas.
Beijos muitos grandes

Ana P. disse...

Então?
Eu também já fui mal educada para a minha mãe, acho que todos já o fizemos.
Não leves isso muito ao extremo, tenta falar com ela. Talvez ela, ao aperceber-se do dano que causou, tome consciencia do que fez.
Vai ver que tudo se resolve.

Beijos

segurademim disse...

... entre mães e filhas há sempre perdão

não valorizes o lixo, pensa só no que é bom e muito bom existirá no futuro

vá lá, olhar em frente

maria disse...

Não sei que idade tem a sua filha, mas por vezes dizemos tantas coisas que não queremos dizer...
bjhnu

http://icecream.blogs.sapo.pt/ disse...

Não gosto nada de te ver assim, nada mesmo.Muitas vezes dizemos aquilo que nos sai da boca pra fora e magoamos as pessoas, por norma as que mais amamos. Tens que tentar entender, sei la miga, so espero que fiques melhor, ok?
Beijos grandes

mystic disse...

De certeza que vai reconhecer o erro e pedir perdão pelo sucedido.
Por xs dizem-se coisas que não se sentem, é preciso é perceber qd se magoa as pessoas e adimitir que se errou e o quanto se lamenta.

Bjs

Oficinas Ranha disse...

Ontem deixei aqui um comentário, que, não sei porquê, não aparece. Dizia por outras palavras que achava bem que tivessem uma boa conversa, franca e ponderada, mas dizia tb que acho que tu, como mãe, deves exigir que a tua filha te respeite, como deve respeitar toda a gente e tu a deves respeitar a ela. E espero que hoje estejas melhor. Beijinhos da Ana Cristina

O Gato Preto disse...

Depende muito da idade da filha que não ficámos a saber.

pitanga disse...

Voltei e vi que tens muitos amigos o que é bom. Nunca vais estar sozinha.
beijinhos pitangueiros

ROADRUNNER disse...

Não acredito na incapacidade de perdoar de uma mãe.

Miudaaa disse...

... continuo à espera do TEU SORRISO... e NÃO SOU A ÚNICA!!!beijo terno da miudaaa

mni disse...

isso vai passar, tenho a certeza. miminhos!

Belzebu disse...

Bom, não gosto nada de ver alguém assim! Mas procura descansar e deixar que o tempo te dê a tranquilidade para avaliar melhor a situação!

Quanto ao perdão,nunca pode ser excluido quando se trata de alguém que amamos profundamente!

Vais vêr que foi só um mau momento!


Saudações amigas!

Miguel disse...

Amigona,

Já está quase tudo dito!
Deixo-te apenas uma palavra solidaria!

Esperando que tudo volte ao normal!

Bom FDS!

Bjks da Matilde

ARTEMINORCA disse...

Cheguei agora e foi dos primeiros blogs que visitei porque aqui sinto-me sempre mimada. Agora quem precisa de mimo és tu e, bem mereces. Já foi tudo dito. De certeza que foi só um momento mau na imensa vida que têm uma com a outra!
Beijo solidário, Lu

dakidali disse...

Não sei que diga. Deve ter sido grave pois tens um grande coração. Filha é filha, Mãe é sempre Mãe e a melhor sensação que se pode ter é a do perdão.
Beijinhos

deep disse...

Olá! Espero que estejas melhor. Tudo há-de passar... acredito. Beijo

Rosmaninho disse...

Amigona

Nem sempre o sol brilha! :(
Há dias em que a chuva cai (lembras-te desta canção?).

Sabes, tão bem como eu, que o diálogo depois do "turbilhão" é urgente.
Tentem "encontrar-se", nada de orgulhos, por muito grande que seja a dor.
Esquecimento e perdão... o tempo ajudará, apesar de não ser fácil...

Vá lá... aproveita o fim de semana...não deixes para muito tarde.

~*Um beijo*~

Em busca de Felicidade disse...

Os filhos não nos dao só alegrias mas também tristezas...
Nós também já fomos filhos e sabemos que há fases na nossa idade que permite que a rebeldia tome conta de nós.
Claro que estou a falar de cor, nem sequer sei que idade tem a tua filha, mas vais ver que tudo isso passa...

Beijinhos

Isa disse...

pois está tudo dito...lembro-me que também preferia uma palmada no rabiosque...fica o assunto encerrado...

Mas claro que uma boa conversa, já passado o calor "da coisa", é mais salutar. Depois da tempestade...

Beijos

alfazema disse...

" ...tenho sofrido muito..." esta frase tocou-me.Em família, fora dela ? Pensa minha grande amiga que todas nós, as que te lemos, temos uma grande admiração por ti. Pelo teu altruísmo, pela tua capacidade de abnegação, pela tua alegria, pela tua solidariedade...
Procuras compensar esse sofrimento dando-te mais e mais? Continua a fazê-lo! Continuo a admirar-te muito. Essa força vem desse tecido especial de que és feita . Deste lado também não é tudo cor de rosa mas temos de tentar pintar a vida dessa cor. É que há quem tenha uma vida muito pior do que a nossa. Fala com a tua filha, dialoga, dialoga, dialoga... fala com as tuas amigas, desabafa...mas nunca esqueças que é àqueles de quem mais gostamos que, SEMPRE, fazemos sofrer mais.Nisto todos somos iguais e as excepções são poucas São as nossas tábuas de salvação, são os pilares que nos sustentam, o nosso ancoradouro e , sem querer, fazemos sofrer num momemto impróprio e até, muitas vezes, involuntariamente.O arrependimento vem logo, logo.
Entre mães e filhos, entre pais e filhos há, tem de haver, sempre perdão. A paz começa dentro da nossa casa, no seio da nossa família.
Se precisares estou à tua disposição mas tenta resolver por aí, no teu casulo.
Mil beijos, um abraço apertado e toda a minha amizade.

Ritinha disse...

olá! vim fazer-te uma visitinha... tenho pena de te encontrar assim tão triste... porém, tenho a certeza de que tudo se vai resolver!

beijinhos

Natacha disse...

Só compreende quem é mãe...e eu também sei o que isso é!
Força...melhores dias virão!

'Tá Difícil disse...

Sabe que os pais são os únicos que têm a capacidade plena para perdoar aos filhos tudo, seja o que for??

Não é uma característica inata, mas é-nos dada como um visto de viagem assim que eles nascem (talvez até antes). Para eles, o que nos distingue das outras pessoas é esse incomensurável amor que lhes temos, do qual faz parte o perdão, e que se realiza sem qualquer necessidade de contrapartida.

Cair é necessário! para se emendarem rotas e para que se fortifique o carácter. Dói muito. às vezes parece que não vai parar de doer.
Mas é ao levantarmo-nos que percebemos que a dimensão do nosso amor cresceu, que os laços familiares são dos mais fáceis de quebrar, mas dos mais fáceis de restabelecer.

Eu também sou pai. Se sou um priveligiado em relação à capacidade de perdão aos meus filhos, porque razão não a usar em plenitude?

(peço desculpa a extensão do comentário... entusiasmei-me)

Cumprimentos cordiais e faço votos de que supere rapidamente.

Mariana disse...

Faz parte... Hoje foi ela injusta contigo, amanhã serás tu com ela... Saber amar, é saber perdoar!

Beijinho para as duas

Xico Rocha disse...

Amiga, esta difícil arte que temos , que é educar os filhos, tem nos demonstrado que apesar de todos os esforços que possamos emitir no sentido de educa-los, deixa sempre uma lacuna que quando aparece nos consterna. Estou vivendo um problema terrivel com uma criaturinha dessas que quando atingem um determinado tamanho e espaço acreditam que nós os pais, emburrecemos, é isso de um certo momento da vida deles em diante nós somos uns incompetenyes, já não sabemos mais nada, e isso realmente se torna um problema, poius sabemos que a estrurura deles ainda não suporta as reações que suas atitudes com certeza lhes vão acarretar.
Temos neste instante que pedir a Deus por eles.
Receba meu afeto e minha solidariedade.
Xico Rocha

Elisheba disse...

Tens de libertar o perdão! A falta dele corroi e nao conseguirás ser feliz!Principalente sendo tua filha. Olha, por mais que tenha doído, perdoa... todos precisamos de perdão.Não carregues esse fardo pois será demasiado pesado, para ti e para ela. Os filhos fazem em algum momento da vida estas coisas, estas injustiças. Decerto que se arrependerá por si só!

Beijos...atrazados!

Paula Nogueira disse...

Eu sou mãe, e sei o que é isso...
As crianças precisam de ser entendidas pois não fazem as coisas em vão... pode ter custado muito mas temos de pensar muito para os podermos entender...
Força... fala com ela mas acima de tudo dá-lhe sempre muito amor e carinho... RESULTA SEMPRE!!!
Bjs de uma mãe que te compreende 1000... %